• Escançoes Portugal

III Concurso de Vinhos Escanções de Portugal

Distinguidas 71 Medalhas de Ouro, 6 Grandes Tambuladeiras de Ouro e 72 vinhos com Selo de Qualidade


O III Concurso de Vinhos Escanções de Portugal, iniciativa reconhecida pelo Instituto da Vinha e do Vinho (IVV), aconteceu nos passados dias 15 e 16 de Julho, na sede da Associação dos Escanções de Portugal.


Nesta edição, o concurso contou com cerca de três centenas de vinhos inscritos, fruto do trabalho e da dedicação de dezenas de produtores portugueses.

O período de inscrição do concurso decorreu de 2 de Maio a 12 de Julho, estando aberto a vinhos portugueses, biológicos, brancos, tintos, rosés, espumantes, aguardentes, generosos e licorosos.


Com Tambuladeira de Ouro, entre vinhos atlânticos, de montanha e de planície, foram medalhados 71 vinhos e nas Grandes Tambuladeiras de Ouro para Melhor Vinho Tinto, Branco, Rosé, Espumante, Licoroso e Aguardentes foram distinguidos 6 vinhos. Sendo este um concurso reconhecido pelo IVV o número de medalhas esteve limitado a 30% dos vinhos a concurso. Pela qualidade superior dos vinhos a prova, a direcção da Associação dos Escanções de Portugal distinguiu igualmente os vinhos que obtiveram 90 pontos entregando-lhes um Selo de Qualidade. Uma forma de possibilitar ao produtor a utilização deste selo carimbado pela Associação na sua garrafa, atestando a participação no concurso e a qualidade do seu vinho.


As 6 Grandes Tambuladeiras de Ouro foram atribuídas ao Torre de Palma Alicante Bouschet&Tinta Miúda VRAlentejano Tinto 2019, da Torre de Palma, como “Melhor Vinho Tinto”; ao Cabeça de Toiro Grande Reserva DO Tejo Branco 2019, da Enoport Wines, como “Melhor Vinho Branco”; ao Herdade de Ceuta Reserva Touriga Nacional DOC Alentejo Rosé 2021, da Elite Vinhos - Produção e Comercialização de Vinhos, Lda., como “Melhor Vinho Rosé”; ao Quinta dos Abibes Sublime Brut Natur DOC Bairrada Branco 2011, da Quinta dos Abibes Vitivinicultura, Lda., como “Melhor Espumante”; ao Quinta do Estanho Porto Tawny 30 Anos, da Quinta do Estanho – Vinhos do Porto e Douro, como “Melhor Vinho Licoroso”; e por fim, ao Tempus Aguardente Vínica, da Caves Santa Marta, Vinhos e Derivados, CRL. como “Melhor Aguardente”.





Nesta terceira edição do concurso, o júri foi presidido por Tiago Paula, presidente da Comissão Técnica, e foi composto por um painel de 33 jurados, constituído por um grupo de profissionais da área: Alexandre Duque Vieira; Almiro Vilar; André Villa de Brito; António Mendes Nunes; Alexandre Lisboa; Artur Simões; Carlos Lopes; Catarina Fonseca; Cláudia Carvalho; David Teixeira; Flávia Luz; Eduardo Angel; Miguel Cachão; Anca Martins; Miguel Móteo; Fábio Nico; João Marques; Luís Carreira; Mafalda Almeida; Manuel Faria;

Manuel Miranda; Marc Pinto; Modesto Junqueira; Nelson Guerreiro; Nuno Ferreira; Octávio Ferreira; Renato Ferreira; Romeu Oliveira; Rui Caroço; Sara Peñas Lledó; Sérgio Magalhães; Vasile Grebencea; e Vitor Amaro.




Da Comissão Técnica, estiveram presentes e colaboraram Ana Branco, José Gonçalves e Pedro Branco, com o apoio no serviço de João Vasconcellos, Paulo Silva, João Lopes e Sónia Brito.



76 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo